terça-feira, 7 de junho de 2011

Progressão continuada + ciclos = Aprovação automática???




Primeiramente devemos conceituar as palavras progressão continuada e ciclos. Entende-se por progressão continuada " um procedimento utilizado pela escola que permite ao aluno avanços sucessivos e sem interrupções, nas séries, ciclos ou fases. É considerada uma metodologia pedagógica avançada por propor uma avaliação constante, contínua e cumulativa, além de se basear na ideia de que reprovar o aluno sucessivamente não contribui para melhorar seu aprendizado"(MENEZES, 2002).
Assim através da fala do professor João Cardoso vemos que a grande discussão atual é a questão de ofereceremos ensino de qualidade a todos os alunos para que não ocorra, como foi mencionado “ a exclusão dentro da inclusão “. Pois hoje já contamos com a universalização do ensino, mas agora devemos assegurar que os alunos tenham em sua trajetória escolar uma boa aprendizagem. Com certeza a culpa do baixo desempenho não é culpa dos ciclos ou da progressão continuada, mas de um conjunto de fatores: as escolas não estavam preparadas para receber os alunos que antes estavam em situação de exclusão, os professores foram formados para a realidade das turmas seriadas seletivas e por conseqüência a falta de capacitação destes docentes para encarar esta nova realidade, além da superlotação das salas de aula.
A solução apresentada pelo professor é muito adequada quando propõe um conjunto de medidas e não apontar um único culpado para o problema – seja o professor, o aluno e suas famílias ou o próprio sistema educacional. É necessário reorganizar a escola, com salas no ciclo de alfabetização com no máximo de 30 alunos (sendo que o ideal seriam 25), a valorização do professor alfabetizador, bons materiais pedagógicos, programas permanentes de formação continuada para o professor, sistema de supervisão eficiente que atenda a escola de forma real e uma política salarial com remuneração digna ao docente.
O professor José Luis Feijó Nunes também nos mostra que a implementação dos ciclos sem estrutura traz sérios problemas para a educação, pois se no primeiro momento nós colocamos todas as crianças que estavam fora da escola para dentro, agora devemos superar os problemas das avaliações externas, pois o aluno não produz o que é esperado, então falta qualidade no ensino oferecido. A grande questão norteadora é o que fazer de acordo com esta nova realidade? De acordo com as palavras do professor a solução é oferecer oportunidade para todos aprenderem e acabar com o paradigma que a progressão continuada é não fazer nada, a tal falada aprovação automática sem avaliações constantes, cumulativas e contínuas.
O problema da falta de qualidade do ensino oferecida pelas escolas públicas não está no ciclo ou na progressão continuada e sim em oferecer e garantir aos alunos o direito de aprender de acordo com os diferentes ritmos de aprendizagem e assegurar o direito do reforço ou da recuperação paralela e a participação de todos nesse processo -   a escola, os alunos, suas famílias e a comunidade.


Fonte: 
MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos."Progressão continuada" (verbete). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2002, http://www.educabrasil.com.br/eb/dic/dicionario.asp?id=68, visitado em 7/6/2011.
Imagem disponível em http://npd.snd.org/photo/progressao-continuada?context=latest ( acesso em 07 de junho de 2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário